Meu Filho Sente Vergonha de Mim.

Quando era criança meu filho vivia agarrado comigo, era Deus no céu e eu na terra. nós fazíamos tudo juntos, até para dormir ele vinha para minha cama. no 1° dia da escolinha, ele agarrou na minha perna e não quis soltar nem por reza forte. ele chorou tanto, que voltamos para casa juntos e sorrindo. naquele dia faltei ao trabalho.
Eu também só vivia para ele, fazia tudo pensando nele. éramos muito ligados. 1 via o outro e já abria o sorriso e corríamos 1 para os braços do outro. na verdade, acho que somos assim por termos apenas 1 ao outro, pois meus pais já faleceram (que Deus os tenha!) há alguns anos, e meu marido faleceu quando Juninho ainda tinha meses. a única pessoa que ele ficava bem, e no começo também foi 1 custo, era nossa vizinha. acho que ele aceitou bem por causa das outras crianças que ela tomava conta também.
Depois que começou a ficar mocinho, Juninho mudou completamente seu comportamento comigo: chega em casa e se tranca no quarto, fica no computador o tempo inteiro, quase não fala comigo, não me beija mais e quando fala é só para pedir dinheiro. levar para escola então, nem pensar mais! é crime com pena de morte! 1 dia fui levar o celular que ele tinha esquecido no carro, e quase apanhei quando chamei ele de Juninho. em casa ouvi a voz dele e não foi para pedir dinheiro!
no começo pensei que fosse coisa da adolescência, por isso não levei muito à sério, mas depois comecei a perceber que ele me evitava na rua, principalamente quando estava com o grupinho dele ou com desconhecidos. também pensei que fossem drogas, vasculhei todas as coisas dele e nada. até cortei a mesada dele pensando isso mas nada mudou, ou melhor, piorou seu comportamento comigo. ele ficou com mais raiva ainda.
Tive certeza absoluta que o problema não era droga ou outra coisa qualquer, e sim eu, quando o encontrei no shopping e ele fingiu que não me viu. juro por Deus e tudo que é mais sagrado que ele me viu sim, tenho certeza! ele virou a cara e seguiu em frente. fiquei tão nervosa que tive que sentar por mais de 1 hora até conseguir me acalmar. eu esperava ser maltratada por todo mundo, menos pelo meu próprio filho. eu não queria ver, mas acho que isso acontece por eu ser gordinha e baixinha. tenho 1 metro 59 e peso 110 quilos. na escola eu era chamada de Gremlin.
Confesso que não consegui lidar com a situação, e nem conviver com essa dor. eu tenho o nome dele tatuado na nuca, ele era tudo para mim! esperava pedras de todo mundo, menos dele! meu filho...! após uma nova briga onde dissemos 1 monte de coisas absurdas 1 para o outro, inclusive chingamentos mais horríveis, tive que expulsá-lo de casa.
Faz 5 anos que não tenho sequer uma notícia dele.
Saudades!


Enviado por: Mãe Sozinha.

Imagem: Mirtesmile.blogspot.

18 comentários:

Natasha Piervy disse...

essa é a realidade de muitas pessoas

Anônimo disse...

Verdade

Anônimo disse...

Estou vomitando horrores com tratamentos para engravidar.. tudo para realizar o sonho de ter 1 filho.. é bom que o meu futuro filho me recompense muito.. pq estou quase desistindo, estou passando muito mal!! Mas isso o que vc passou é normal.. tenho 1 irmã de 15 anos que vivia grudada em mim.. e no shopping ela brinca de não me conhecer (não chega a me evitar)... e nem gosta mais de sair comigo.. tenho o dobro da idade dela e sou bem vestida, pareço até ter 20 anos... mas adolescente é adolescente.. não quer andar com os adultos... é fase. Eu era assim na adolescencia com os meus pais e agora vivo saindo com eles... De repente seu filho nao te aguentou por ser grude e carente demais.. isso acaba repelindo qq pessoa.. pense nisso.

Anônimo disse...

Quanto se tem um filho, lembrem-se que é filho para o mundo e não para vocês. Ele VAI crescer e vai seguir a vida dele. Então, melhor viver a vida de vocês (pais e mães) do que tentar viver a dele.

"De repente seu filho nao te aguentou por ser grude e carente demais.. isso acaba repelindo qq pessoa.. pense nisso." Realmente, foi exatamente isso que aconteceu.

André disse...

Já pratiquei esse tipo de coisa na adolescência, coisa normal da idade, onde a pessoa quer sua independência e sente vergonha de quando esta com os amigos e aparecer qualquer tipo de adulto que normalmente são os responsáveis por ele.

O tempo passa e depois dessa fase os filhos e pais costumam ficar muito unidos. No seu caso, levando apenas pelo seu comentário, mostra que seu filho é frio e muito ruim, deve ser terrível para você.

Mas oque eu acho que por mais difícil que seja, bola pra frente, tente esquece-lo da forma que der e siga seu caminho. Procure terapia, e se te incomoda ser gorda, emagreça, pratique algum esporte, vai ser bom pra sua auto-estima e saúde também.

Anônimo disse...

Meu filho ontem me falou que sente vergonha de mim. triste isso pois eu nunca imaginei isso dele ele é tão centrado tão na dele. hoje ele veio se desculpando dizendo não ser o que eu entendi. tenho 36 anos ele 15 porem não aparento a idade que tenho nem que sou mãe dele. o que mais me chocou e que ele até um mês atras falou que nunca iria sentir vergonha de mim, estou aborrecida pois dei meu sangue pra educalo e ser o rapaz que é hoje. hoje falei com ele cadê a hunildade que eu falo diariamente, simplicidade respeito. vc desse desabafo diz ser gordinha. eu ti digo uma coisa eu amo o meu filho dou a minha vida pela dele porém não aceito ser maltratada principalmente por ele. eu sou magra e as pessoas acham muitas vezes quando sai nós dois que somos namorados. e mesmo assim ele falou isso ontem. eu esfriei sem querer. estou triste e muito magoada nunca pensei isso principalmente dele que sempre achei um rapaz exempla. se continuar assim pedirei direção a Deus e tomarei decisões respeitando a razão não o meu coração é duro mais tem que ser assim. o mundo ensina muita coisas. fica na paz e não se desespere. espero que isso seja so mau humor de adolecente.

Anônimo disse...

Olha, sinceramente acho muito fácil falar que foi coisa de adolescência.
É hipocrisia pra justificar um caráter fraco. Tenho vinte anos, uma mãe de um metro e cinquenta e gordinha. Passei por um adolescência difícil, tive várias espinhas e era muito magra. Enquanto mudava de corpo sempre fui tachada de algumas coisas. Mas tive vários amigos e muitos deles com comportamento similar a seu filho. Mas NUNCA em NENHUM momento maltratei minha mãe. Sempre tive um respeito IMENSO por ele, que sempre cuidou e me educou maravilhosamente. SEMRPE sai com ele sem me preocupar com sua imagem ou com o que os outros iriam pensar de me ver com ela. Ela era e é minha melhor amiga junto com tantas outras meninas que fiz amizade ao longo da vida. Até mais. Ela se tornou amiga dos meus amigos, fazia piadas, convivia conosco. Eu acho essa coisa de "é fase" hipocrisia, falta da capacidade de pensar por si próprio. Uma criança de 10 anos já total capacidade de definir seu caráter se ela é bem direcionada pelos pais. Não estou dizendo que nao soube criar seu filho, de forma alguma, há pessoas e pessoas. Mas minha melhor amiga há 15, foi criada pelo pais sempre como uma criança a ser protegida e não como um ser humano com seu próprio espaço e ideias como minha mãe fez comigo e hoje ela tem 20 anos e ainda se comporta com vergonha dos pais. Por outro lado, amigos que tiveram criação similar a minha trataram os pais com carinho e amizade na fase da adolescência e hoje. EU sinto muito pelo que aconteceu, não sou mãe, não pretendo ser e sou incapaz de imaginar seu sofrimento. Mas eu queria que você se sentisse melhor. Tente dar seu amor a uma criança que não tem. Não precisa adotar, apadrinhe crianças em orfanatos, leve-as para casa nas datas legais, dê o amor que seu filho rejeitou para tantos outros que estão sozinhos como você se sente. Certeza que você se sentirá mais amada do que qualquer filho legítimo poderia lhe passar.

Anônimo disse...

PUERRAA!!!! 1,59m e 110 kilos? Gordinha?????

Anônimo disse...

Se esta história de merda não for fake, você é muito idiota! Primeiro por ter passado no mínimo uns 16 anos e não ter se ligado que se criam os filhos para o mundo e não para tapar os teus buracos emocionais!
Segundo, se em uma discussão você pôs seu filho para fora de casa é por que você é uma desequilibrada mais infantil que o adolescente que te chama de mãe!
Por fim, só pelo seu estilo de escrita, você é uma velha que ainda pensa que é guriazinha e sim, isso envergonha até as pedras do calçamento! E por isso deve vestir roupas que além de serem muito menores que o seu número, devem ficar ridículas em você!
Fica a dica, porte-se como uma mulher adulta que passou por perdas importantes na vida e amadureça!

Anônimo disse...

hahaha... eu acho vcs pessoas tão engraçadas... tentando compreender aspectos básicos de algo que deveria ser inerente nas suas vidas.
Tipo, é como se perguntar "eu respiro tão bem na terra, mas não sei o que acontece quando entro no mar, me falta folego, eu não consigo viver ali em baixo d'água. Justo eu que gosto tanto de peixinhos e da água.... Pq meu Deus, pq??????"
hahahahahaha
Eu realmente me divirto com vcs =)

Alexandre disse...

Aos 15/16 anos fazia as refeições na Lavanderia, pois não suportava ver meu pai comer. Não aceitava seu modo de vida, sempre correndo atrás de dinheiro. Mais tarde, durante uma crise, pedi para mais quatro pessoas ajudarem a remove-lo da cama para uma maca onde seguiu para o hospital. Lá quem lhe dava comida na bocas era eu. Morreu depois de 13 dias internado, e de tão magro, consegui colocar seu corpo no caixão, só sem ajuda.
Casei por três vezes, tive quatro filhos. Hoje sou separado, e vivo só com uma caçula. Os outros nada
querem com o pai.
Moral da história? Deus existe, o inferno não. Seus pecados são pagos aqui mesmo. E eu estou pagando pelos meus, um por um.
Só me resta emendar-me até o fim de minha jornada.

Tainara Scavassin disse...

Perdoar é uma virtude... Perdoe seu filho e vá atras dele... peça desculpas por te-lo expulsado de casa, aposto que ele está sofrendo mais que vc. Vc simplesmente jogou seu filho no caminho das drogas, da bandidagem.. Ou vc acha mesmo que ele vai conseguir crescer nesse mundo sem o menor cuidado.. tenho 20 anos, não sei nada sobre a vida.. mas sei que sem o apoio da minha mãe, eu não seria o que sou hj, uma estudante de Direito, que quer crescer. NUNCA se deve virar a cara para um filho! Leia LUCAS 15:11-12 (O filho pródigo na bíblia)
Se não souber como manuseá-la, leia aqui: http://www.salmos.reflexoes.nom.br/filhoprodigo.htm
Nós ignoramos a Deus em tantos momentos da nossa vida e Ele como um pai bom, nos perdoa sempre e nos estende as mãos... Vc NUNCA terá forças, se não tiver fé!

Anônimo disse...

Perdoe seu filho, mas não aceite que ele te maltrate. Ele deve ter respeito pela mãe. Se ele tem vergonha de vc, ele não te merece como mãe. Não aceite esse tipo de atitude, se valorize!

D.d disse...

é engraçado... filhos reclamam do grude, mas quando estão na pior, pra onde é que eles correm? é aquela velha história! é bom deixar os filhos se fuderem de vez em quando, nossa parte agente faz, que é alertar, educar, trabalhar duro pra dar do bom e do melhor. O filho sentir vergonha dos pais, é só mais um atestado de burrice, quando comentem os erros, de repente encontram o caminho de casa! O problema dos pais é ficar criando filho barbado dentro de casa,os pais tem que parar de achar que tem que ser superprotetor a vida toda, chega um momento que o filho tem que aprender, infelizmente a maioria só aprende na marra! é isso que os pais não querem, querem que o filho aprenda as coisas pelos exemplos dos outros! Contudo o filho que sente vergonha do pai, na certa sente vergonha de si mesmo!

Neusa Fiesta disse...

Amiga, se for pra te animar, digo-lhe que vc poderia ser a mulher mais linda do mundo ...; não há um só filho do sexo masculino, adolescente, que não sinta vergonha da mãe. Isso acontece com todo mundo...
Agora, aproveitando esse gancho, porque é que vc não aproveita e, ao invés de ficar choramingando não tranca um pouco essa boca, passe a comer menos e a se mexer mais??? Uma dieta balanceada, com uma hora apenas de caminhada por dia, vc verá o excesso de peso que conseguirá eliminar. .
O guri, no final das contas, terá prestado-lhe um serviço, caso vc se toque, tome vergonha nessa cara e passe a cuidar de sua saúde e/ou aparência!
BEIJOSSSSSSSS

Anônimo disse...

PORRA! Usar "1" ao invés de "Um" não é comum como abreviar por exemplo "vc" "tbm". Quem escreve 1 quer abreviar, porém utilizaria outras abreviações na sua escrita. Essa pessoa não. REPAREM que todas as pessoas que escrevem "1" é a mesma pessoa; que mente fértil... perdeu a credibilidade!

Anônimo disse...

Na verdade vc e uma mae maravilhosa e os adolescentes hoje estao rebeldes e nao agradecem por ter uma mae assim. Ele devia visitar um orfanato e ver como é. São todos filhos da puta mal agradecidos.

monica disse...

também muito triste ontem meu filho de nove anos disse que estava com vergonha de mim estou revoltada e muito arrependida de tê-lo parido vou esfriar a cabeça depois posto a decisão que tomei.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...