Sendo a Mulher do Marido da Minha Melhor Amiga.

Sabe aquele tipo de mulher casada e com filhos que resolve estudar? pois bem, assim era Nanda minha melhor amiga. tinha se passado 3 anos depois dela ter se formado em auxiliar de enfermagem mas não conseguia emprego. ninguém da família dela dava força, muito menos o marido dela, que detestava a ideia de não ter comida quentinha em casa. ele queria sempre a esposa a sua disposição a qualquer hora quando chegasse em casa.
Uma coisa era certa, desde os tempos de escola Nanda sempre foi determinada. e quando todos pensavam que ela tinha desistido, inclusive eu, ela conseguiu um emprego. parecia ótimo, se o emprego não fosse à noite. é claro que o marido dela torceu o nariz e não quis deixar. a Nanda já tinha tudo pronto: começaria na segunda e o Matheuzinho ficaria com a mãe dela nas noites em que ela estivesse trabalhando. Nanda só não contava com a proibição do marido. o marido da Nanda é aquele tipo de homem que não sabe fritar nem um ovo. ele não tem ideia nem de onde fica o açúcar em sua própria casa! nem para tomar conta do próprio filho ele servia, por isso Matheuzinho ficaria com a avó.
No domingo já sem muita opção, Nanda veio aqui me mostrar sua solução. eu ficaria no lugar dela. ela deixaria tudo pronto, eu só iria lá mesmo para esquentar a comida. por mim tudo bem, meu marido e eu não estamos numa boa mesmo! ele agora só pensa em jogar baralho, não liga para mais nada! tem dia que chega do trabalho e nem em casa vem, para no bar e por lá mesmo fica jogando e só volta tarde da noite quando já estou dormindo. ele pensa que não sei que ele anda jogando valendo dinheiro! aceitei ajudar Nanda, pois para mim seria algo diferente para fazer. e não custaria nada prestar um favorzinho para uma amiga, a casa dela ficava apenas umas 5 ruas depois da minha.
No dia combinado comecei. apesar de imprestável, repartando bem até que o marido da Nanda não era de se jogar fora não! ele não era gordo, não fumava, não era careca e tinha bom papo, completamente diferente do meu.
Lá pela terceira semana quando conversávamos mais e ele já desfilava sem camisa pela casa, Nanda conseguiu um outro emprego, só que para tomar conta de um velhinho em suas noites de folga do hospital. agora eu tinha que passar mais noites na casa dela, inclusive fazendo comida às vezes. ela até queria me pagar mas não aceitei não.
Passando tanto tempo na casa até que ficamos amigos, e o folgado ja desfilava só de cueca. foi impossível não reparar que ele tinha pernas bonitas e um peito gostoso e cabeludo. me sentindo um pouco incomodada com aquela visão decidi comigo mesma que não voltaria mais. falaria com a Nanda sem lhe contar o verdadeiro motivo, não queria chateá-la. resolvi falar então com o marido dela que aquela seria minha última semana ali. tomei um susto quando ele me abraçou por trás pelado dizendo que já que eu iria embora, essa poderia ser a última oportunidade dele. me soltei e saí correndo dizendo que não voltaria nunca mais!
No dia seguinte a imagem dele me abraçando pelado não me saia da cabeça. voltei!
Disse a ele que só tinha voltado para não deixar a Nanda na mão e o que ele estava querendo não ia acontecer. mas nada adiantou, ele me abraçou pelado de novo. e dessa vez nos beijamos. ele disse que eu já cozinhava e reclamava, que para ser a mulher dele só faltava irmos para cama. agora não falta mais nada!
Continuo indo lá até hoje. a frequência diminuiu porque o velhinho que a Nanda tomava conta morreu. mas não deixo de ir nem chovendo!
Tenho me sentido a própria Dona Flôr, agora que tenho 2 maridos!


Enviado por: Dona Flôr.
Imagem: robertomarinhoguimaraes.blogspot.

10 comentários:

A Sapatólatra disse...

Entregou o marido de bandeja pra outra,e ele que é um safado se aproveitou da situação.
Não vou nem falar da amiga,a culpada foi a mulher que a colocou nessa situação e ela aproveitou a oportunidade.

Déya disse...

Safada!

E ele mais ainda, pois sim devia respeito a sua esposa...
Mas a outra também ao esposo!
Vixe mas que duplinha de vagabus isso sim..

beiJO e uma boa noite..

Anônimo disse...

Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre EMM de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que EMM venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele EMM não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).

Tia Bláblá disse...

Aiai esse blog é show mesmo...ADOOOOORO esses contos, cada um melhor que o outro...
Coitada da Nanda, tão inocente...entregou o maridão pra melhor amiga, enquanto trabalha eles trepam...kkkk...adorei, muito bom...cherim da tia.

Anônimo disse...

primeiramente o homem é um idiota de não conseguir passar um dia em casa sem saber fritar um ovo e cuidar do próprio filho. Além da amiga ser uma vaca, o homem um galinha, a mulher está se sacrificando no trabalho?
Tenho nojo disso

Anônimo disse...

A mulher não tem culpa de ter uma amiga vadia e um marido galinha que é incapaz de fazer a própria comida e cuidar do filho

Gisele disse...

... vamos admitir pessoal... texto safado... mas muito bem escrito. hahaha

Poe de quê? Poesia para mulheres...
http://poedeque.blogspot.com

Anônimo disse...

Vadia de merda, você. Seu marido além de corno é um imbecil, merece mesmo ser corno. Deixa a vagabunda ir todo dia para casa da "amiga" pra cuidar do marido da outra.
Você é desprezível, cedo ou tarde a verdade sempre aparece. Vou torcer para ver outra história sua aqui, dessa vez chafurdando na lama, sem marido corno, sem amante e sem amiga. Cretina do caralho.
Morre diabo...hauhauhauha

Pandora disse...

Eu admito, a história é safada, mas bem escrita então eu vou ri kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Anônimo disse...

se fosse marido da minha amiga,eu resistiria ate o fim.Ela e uma vagabunda e ele um safado q se aproveitou da situação!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...