O Dia em Que fui Piranha.

Meu casamento estava uma droga. Carlos e eu já não nos entendíamos há tempos. acho que 1 já estava cansado do outro, por isso nos evitávamos, pois do contrário era só briga e mais briga. pelos motivos mais banais brigávamos feito cão e gato. estava cansada. meu casamento estava uma droga.
Sou Késia, 29 anos.
Casada, sem filhos.
Carlos e eu já não fazíamos sexo há tanto tempo que nem me lembrava mais quando tinha sido a última vez. mas tudo bem, o sexo não era bom mesmo, não senti falta nenhuma do Carlos.
Carlos não me completava na cama, não me fazia feliz, não me fazia sentir plena como mulher. Carlos não tem nenhuma sensibilidade, talento e carinho. ele não sabe como tocar uma mulher. ele é ruim na cama e fora dela.
A única coisa boa que Carlos fez na vida foi trazer 1 amigo dele carioca para dormir 1 dia aqui em casa. ele foi buscá-lo no aéroporto à noite. o amigo ficaria aqui até a noite seguinte, quando retornaria ao aéroporto para pegar a conexão perdida devido ao atraso do vôo no Rio. Carlos foi trabalhar e ficamos só eu e o carioca em casa. tomamos café juntos e passamos a manhã toda nos olhando. acho que ele percebeu logo de cara o que eu queria e tanto precisava. o meu almoço naquele dia foi o carioca. fizemos coisas incríveis, coisas que eu sonhava e coisas que eu nem imaginava que existiam. foi divino! quanta diferença do Carlos para o carioca! carioca tinha tato, tinha jeito, era carinhoso e sabia muito bem como tratar uma mulher na cama. carioca me mostrou várias formas de me sentir plena e realizada. como é bom ser bem comida!
Meu carioca foi embora e meu casamento voltou a ser a mesma droga de sempre.
Só sendo piranha mesmo para ser feliz!


Enviado por: Késia.
Imagem:  tapurahfolha.blogspot.

7 comentários:

Ana Clara Barros disse...

kkkkkkkkkkkkkk
entendo mas, vc nao pode se separar do bananão???

Jorge disse...

De facto do que tu gostas é de um bom cacetão e todos os dias, preferencialmente ...só não percebo porque casaste com o pila mole...

Anônimo disse...

Não entendo porque ninguém nesse blog consegue diferenciar o artigo indefinido "um" do numeral "1". É irritante.

Dany disse...

se ele n te satisfaz arranja um amante bem gostoso!

Anônimo disse...

naum achei q vc foi piranha;/ afinal oq naum ganhamos em ksa achamos na rua e na rua e 100pre maix gostosooo;)

Voz do Povo disse...

0s filhos sempre são o empecilho, certo?! Agora: o que te prende a este casamento cagado, fia?

Paulo R. Ribeiro disse...

Separar do marido (que provavelmente tem grana) não é uma opção né sua vagabunda cretina ordinária?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...