Ladrão de Amores.

Há algum tempo isso aconteceu, mas só agora veio à tona. quando eu tinha 14 anos, era adolescente, tinha 1 desejo muito grande de perder a virgindade. todas da minha sala já haviam feito, mas nenhuma gostava de comentar. 1 certo dia perguntei a uma amiga como foi a experiência, e ela respondeu que não foi das melhores, pois vale mais a pena fazer sexo pelo amor do que pelo prazer. 
Olá, meu nome é Márcia!
Tenho 23 anos.
Eu era adolescente, cheia de ideias e vontades, então não dei muita atenção ao que ela dizia. na nossa sala havia 1 garoto que era do tipo playboy e meio durão, quase um delinquente, que ficava o tempo todo olhando para mim nos intervalos e nas aulas de educação física. acho que era maior de idade. ele demonstrava 1 certo interesse no meu corpo. certo dia eu estava caminhando de volta para casa à noite junto com umas amigas e primas, quando me deparo com ele sem camisa e todo molhado à espera de alguém para lhe "salvar". precisava de alguém para ajudá-lo com sua roupa molhada, já que sua mãe tinha viajado e o deixado só por 2 dias. de algum jeito, ele simplesmente me convenceu a ir para sua casa por 1 motivo qualquer e sem propósito, eu, irresponsável e completamente louca, topei sem nem discutir a veracidade de seu motivo tosco. 
Chegando lá, ele me ofereceu uma água e uma xícara de café, eu recusei, e logo começamos a nos beijar loucamente. ele me levou para o seu quarto e lá eu perdi minha preciosa virgindade.
Alguns dias, depois de tantas mensagens para seu telefone e até algumas tentativas de encontrá-lo cara a cara, eu me deparo completamente apaixonada. ele tinha tudo o que eu precisava: 1 emprego fixo, uma família compreensível e um físico lindo demais. mas infelizmente eu não tive essa paixão correspondida...
Toda vez que nos encontrávamos pelas ruas ele mudava de calçada, virava o rosto, fingia estar falando com alguém que nem conhecia... Isso doía muito em mim... quando minha amiga soube do acontecido, logo me avisou, ele já havia ficado com quase todas daquela escola, deu chance até mesmo a outros meninos. foi aí que eu percebi que não era especial para ele...
Aquilo doía mais que tudo na vida, eu estava loucamente apaixonada e mesmo assim ele me ignorava, me tratava como objeto de prazer... recentemente o encontrei novamente e tratei como se ele fosse 1 amigo de infância, mas pelo que eu reparei, minha paixão cada vez mais volta para mim, me lembrando daqueles terríveis dias de adolescência... 
Nós já fizemos sexo de novo e de novo e de novo algumas vezes, mas ele continua apenas interessado no meu corpo... já não estou mais aguentando isso... não vejo outra solução, apenas quero desaparecer desta vida, desta realidade... 
Eu desejo morrer se não puder tê-lo para mim... eu já não sei mais o que fazer!


Enviado por: Márcia. 
Imagem: google. 

3 comentários:

Lynce disse...

Foi uma tarefa complicada, a tua. A conclusão a que se chega é a seguinte: É por causa de sugadores de cacetes como este, que a credibilidade do homem é quase nenhuma. Este abocanhador de bucetas valendo-se da tua ingenuidade, comeu e fugiu. O que há mais por aí são engole-pichotas como este.

Anônimo disse...

fake- depoimento falso provavelmente criado pelo homem que gostaria de ter vivido esta historia

Anônimo disse...

EU SEI O QUE VC DEVE FAZER: MORRER!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...