Expulsa de Casa.

Boa noite!
Meu nome é Jobênia, hoje tenho 30 anos, sou casada e mãe orgulhosa de 3 lindos meninos!
Essa história aconteceu comigo há 14 anos atrás, quando eu ainda tinha 18 anos.
Para o meu pai, apesar da idade, eu ainda era a sua garotinha. como filha única nossa relação era maravilhosa, cercada de carinho e atenção exclusiva o tempo inteiro. admito que era mimada sim, e gostava disso!
Mas essa relação começou a mudar no dia em que estava toda enrolada fazendo almoço e meu celular tocou. tola, pedi para meu pai pegar o celular que estava dentro da minha bolsa. ele voltou bufando, com camisinhas e ainticoncepcionais nas mãos, me perguntando do que se tratava aquilo. nem bem comecei a tentar explicar e ele começou a me xingar dizendo não "ter posto filha no mundo para servir de puta para os outros!" com o dedo na minha cara me questionando, eu nervosa e sem saída, cometi o erro de falar a verdade. levei 1 soco tão forte na boca que cai no chão, quebrei 2 dentes. ele continuou me chutando e me xingando de puta. se não fosse minha mãe impedir... não sei.
Como se não fosse o bastante, correu para o meu quarto e começou a jogar pela janelas minhas roupas, perfumes, computador... voltou, me arrastou pelos cabelos me jogando para fora de casa dizendo que "lugar de puta era no puteiro, aqui não é seu lugar! quer ser puta? então vai para o puteiro!"
Ensanguentada, envergonhada, dolirida e com 1 monte de gente olhando, peguei o que pude e fui para casa de uma tia.
10 anos depois minha mãe me liga informando que meu pai estava internado, que estava morrendo e querendo muito me ver. não fui! mesmo agora depois dele morto não consigo perdoá-lo.
Aquele soco ainda me doi!

Enviado por: Dolorida.
Imagem: eutenhoumchamado.wordpress.

16 comentários:

Jonathan disse...

Você deveria sim perdoar ele,
já que você não foi ter ido ver ele e perdoado pessoalmente, o melhor é perdoá-lo agora, porque isso pra Deus é muito, é um passo para o céu,
você já parou pra pensar que essa enfermidade pode ter sido contraída como castigo pelo que ele te fez, e ele se arrependeu de coração do que fez, você não teria humanidade suficiente de perdoá-lo por isso
mesmo que ainda machuque.
Pense nisso
Deus vai se agradar desse ato de perdão

rodrigov8ao disse...

Seu caso é perfeitamente compreensível pois ninguém é obrigado a suportar uma humilhação dessas e fingir que nada aconteceu depois, mas minha amiga você hoje tem condições de analizar essa cituação por outro prisma, e isso lhe incomoda pois se assim não o fosse você não teria contado a sua história aqui no blog, mas o seu perdoar não retira a culpa e a responsabilidade dele perante o criador pois ninguém tem o direito de agredir nenhuma criatura que ele pois aqui na terra, o seu julgamento só cabe ao criador e não a nós seus filhos, o seu perdão retira de si o peso de não o te-lo confrontado em vida, mas não retira a pena que ele terá de suportar, perdoe sim, deixe que Deus o corrija, viva sua vida sem remoer esse passado triste, não carregue em sua alma esse peso, quanto mais tempo passar pior será para você pois acarreta mal para sua mente e seu corpo como doenças psicosomáticas relacionados ao estado mental;As falhas de todos nós será cobrada e a dele já está sendo paga a essa altura do campeonato, reflita, leia bastante sobre esse assunto, você é capaz de superar esse passado, um forte abraço e fique na paz.

Cliques Diversos disse...

Passei para retribuir sua visita e estou seguindo vc blz""

Iúri disse...

Fez bem em não perdoar.
As pessoas superestimam o perdão. Acredito que só se deve perdoar quando a mágoa, o rancor e as sequelas já não existem mais. Como você mesma disse, "aquele soco ainda dói"
Meu pai certa vez me deu um tapa na cara também, nunca o perdoei. Só disse a ele que jogasse um copo de vidro no chão e depois pedisse "desculpas" pra ver se o copo ia se consertar. É a mesma coisa...

Kellen Bittencourt disse...

Olá, passei p conhecer retribuir a visita e acho que cheguei em um momento de recordação bastante forte,obrigado por me seguir, estou por aki tbém! abraços

Sarah Freitas disse...

Eh complicado;; perdoar quando alguém que nós amamos tantos nos machuca!

Anônimo disse...

poxa , sua historia é triste não tenho nem o q falar .. minha mãe ja me espancou e me tratou muito mau mas eu tento esqquecer e viver na boa com ela, bjos boa sorte

Anônimo disse...

Fez muito bem!

Anônimo disse...

Concordo com você!! Ele não passava de um idiota egoista e antiquado, que não respeitou sua individualidade e privacidade!! Se o inferno existe, é isso que ele merece!!

Anônimo disse...

Se você tem 30 anos, e a história foi a 14 anos atras.... como você podia ter 18 anos? Não seria 16 anos? o.O

Anônimo disse...

O perdão faz parte de um processo natural de todo ser humano. Não sei se você tem religião ou acredita em Deus, mas a ciência já provou que a mágoa quando alimentada por muito tempo causa desequilíbrios orgânicos dos mais variados. Tenho certeza que sei pai agiu daquela forma por impulso e foi aquilo que ele aprendeu do seu pai e mãe também. Sei que você ainda é jovem, mas ao passar dos 60 anos a vida, os erros, os acertos e tudo que a compõe, volta em nossas mentes como lembranças e muitas vezes pede por correção sobre aquilo que erramos. Devemos aproveitar as oportunidades que nos são oferecidas enquanto somos jovens para que tenhamos um futuro mais tranquilo. O remédio para prevenir esses acidentes futuros vêm da reflexão exercitada diariamente. Devemos perdoar sempre minha filha, pois o perdão nos liberta, enquanto a mágoa e o ressentimento nos mantém presos para vôos maiores na vida.

t disse...

Vc não tinha um pai, tinha um "sinhôzinho do engenho em casa, seu pai deveria ter algum trauma por ter visto a mãe dele tranando com alguns homens quando ele era ainda criança e por isso teve esse surto quando percebeu que sua vagina não estava ali apenas para enfeite, queria saber se ele descobrisse que um filho homem dele estava mantendo relação sexual com alguma grota se ele ia brigar com ele dizendo que filho dele só poderia transar depois de se casar.

Só evita carregar dentro de vc muitas mágoas, pois isso faz mal pra vc mesma

Anônimo disse...

Estou na mesma situação que você, acho que não perdoaria jamais. Mas não fui expulsa de casa ainda. Eu ouvi que não tinha mais pai, ele me disse que não tinha mais sentimento nenhum de pai por mim, doeu, mas o melhor pra você minha amiga é não deixar mágoas te consumirem por tanto tempo...Segue a vida e dê muito amor para seus filhos, jamais faça o mesmo, pois nós crescemos, não podemos ser crianças para sempre, é o ciclo da vida. E já que hoje você é feliz e mãe, significa que Deus tem muito amor por vocÊ, espero que eu também ultrapasse as minhas dificuldades.

flavio disse...

Eu sei oq esta passando... Hoje fui expulso de casa como um cachorro... Sim vou sair... Mas nao... Nao qro ninguem na minha casa... Estou mto triste e magoado... E ainda fui injusticado... Nao qro minha mae mto mto menos a cobra da minha irma... Hj foi o dia Decisivo pra mim... E sobre perdao... Nao sei se irei perdoa.la algum dia... Ela nao pode me julgar assim... Nao levei tapa ou soco mas meu coracao esta tao ferido qnt o seu... Fica bem... Deus te abencoe...

Ana Clara Barros disse...

Eh complicado a m mae ja me chamava de puta mesmo qdo eu era virgem e depois qdo descobriu q eu nao era mais virgem passou a me escurrassar de casa e estapear m cara, me chamar de piranha, q era pra procurar um macho q me sustentasse e por ai vai, e eu tentei perdoa-la por tudo q fez na m vida , pois isso foi apenas uma coisa dentre outras q sao medonhas. mas ela nao se corrige e nao me apoia ou socorre em nada!

Unknown disse...

Caramba... , é complicado mais na minha opinião amor é só de mãe o resto é resto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...